Como instalar o MariaDB 10.2 via Repositório no CentOS 7

Introdução

MariaDB é um sistema de gerenciamento de banco de dados open-source, comumente instalado como parte do popular LEMP (Linux, Nginx, MySQL / MariaDB, / / Perl PHP Python) pilha. Ele usa um banco de dados relacional e SQL (Structured Query Language) para gerenciar seus dados. MariaDB é um fork do MySQL gerido pelos desenvolvedores originais do MySQL. Ele foi projetado como um substituto para MySQL, utiliza alguns comandos que fazem referência mysql, e é o pacote padrão no CentOS 7.

Aqui é o seu costume MariaDB YUM entrada repositório de CentOS. Copie e cole-o em um arquivo sob /etc/yum.repos.d/ (sugerimos nomear o arquivo MariaDB.repo ou algo similar).

cd /etc/yum.repos.d/
vi MariaDB.

# MariaDB 10.2 CentOS repository list – created 2017-10-28 19:16 UTC # http://downloads.mariadb.org/mariadb/repositories/ [mariadb] name = MariaDB baseurl = http://yum.mariadb.org/10.2/centos7-amd64 gpgkey=https://yum.mariadb.org/RPM-GPG-KEY-MariaDB gpgcheck=1

Depois que o arquivo está no lugar, instalar MariaDB com:

Passo 1 – Instalação MariaDB

Usaremos Yum para instalar o pacote MariaDB, pressionando yquando solicitado para confirmar que deseja prosseguir:  root

root : yum install mariadb-server

Quando a instalação estiver concluída, vamos iniciar o daemon com o seguinte comando:

root :   systemctl start mariadb

systemctl não exibe o resultado de todos os comandos de gerenciamento de serviços, de modo a ter certeza de que conseguimos, vamos usar o seguinte comando:

root : systemctl status mariadb

Se MariaDB foi iniciado com êxito, a saída deve conter “Ativo: ativo (em execução)` e a linha final deve ser algo como:

 

Em seguida, vamos ter um momento para garantir que MariaDB começa no arranque, utilizando o systemctl enablecomando, que irá criar os links simbólicos necessários.

Passo 2 – Protegendo o Servidor MariaDB

MariaDB inclui um script de segurança para alterar algumas das opções padrão menos seguros para coisas como logins root remotos e usuários de amostra. Utilize este comando para executar o script de segurança:

mysql_secure_installation

 

O script fornece uma explicação detalhada para cada passo. Os primeiros avisos pede a senha de root, o que não foi definido, então vamos pressionar ENTER, uma vez que recomenda. A seguir, vamos ser solicitado a definir a senha raiz, que vamos fazer.

 

Então, vamos aceitar todas as sugestões de segurança pressionando Ye, em seguida, ENTERpara as instruções restantes, que irá remover usuários anônimos, não permitir login root remoto, remova o banco de dados de teste, e recarregar a tabela de privilégios.

Root : Ymysql_secure_installation

Finalmente, agora que já garantiu a instalação, vamos verificar que está funcionando.

Passo 3 – Testando a instalação

Nós podemos verificar a nossa instalação e obter informações sobre ele através da ligação com a mysqladminferramenta, um cliente que permite executar comandos administrativos. Use o seguinte comando para conectar-se a MariaDB como raiz ( -u root), solicitar uma senha ( -p), e retornar a versão.

Finalmente, agora que já garantiu a instalação, vamos verificar que está funcionando.

 

 

Passo 4 – Testando a instalação

Nós podemos verificar a nossa instalação e obter informações sobre ele através da ligação com a mysqladminferramenta, um cliente que permite executar comandos administrativos. Use o seguinte comando para conectar-se a MariaDB como raiz ( -u root), solicitar uma senha ( -p), e retornar a versão.

mysqladmin -u root -p version

Você deve ver uma saída semelhante a esta: